Construindo pontes e quebrando barreiras

Terminou ontem o Congresso de Humanidades Digitais em Portugal, na Universidade Nova de Lisboa.

Dedicado a abrir um fórum de partilhas entre pesquisadores das diferentes áreas das humanidades que têm recorrido ao digital em suas pesquisas e a estimular o debate entre esses pesquisadores, o evento foi uma excelente oportunidade para o fortalecimento da rede entre humanistas digitais.

Nos dois dias de trabalhos em Lisboa, pudemos apreciar a extensão dessa rede de pesquisas em campos diversos – história, filologia, linguística, ciência da informação, museologia. Foram apresentados trabalhos e projetos de extrema qualidade e grande interesse. Um ponto particularmente interessante foi podermos conhecer tanto projetos de pesquisadores renomados, com décadas de estrada, como projetos de jovens investigadores que agora começam a chegar ao campo. Essa contraposição, e o diálogo por ela proporcionado durante as mesas, foi certamente de imenso proveito para os dois lados, e para quem assistia.

Foram dois dias intensos e muito proveitosos, nos quais a perspectiva de construir pontes e quebrar barreiras, lançada pelos organizadores do evento, certamente se tornou mais próxima.

Aguardamos ansiosos os anais do evento! Por enquanto, se pode retomar alguns dos debates nas redes formadas pela organização:

Facebook: https://www.facebook.com/congressohdpt

Twitter: https://twitter.com/CongressoHDPT   –   #HDPT2015

Google+:https://plus.google.com/u/5/104055586971171341437/

(Minha contribuição está parcialmente registrada no site humanidadesdigitais.org).


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.